sábado, 8 de maio de 2010

O que você queria ser quando crescer?

Eu me lembro de quando eu era criança,eu queria ser tanta coisa,já tive tantos sonhos.Nos meus primeiros anos de escola eu queria ser professora,mas eu acho que todas as garotas brincam de "aulinha" em uma fase da infância.Me lembro também que não podia ver Sandy & Júnior na TV,que queria ser cantora,e também já quis ser atriz no tempo da novela Chiquititas,acho que teve até um teste uma vez para participar da novela,mas meus pais não deixaram :(,fiquei frustada.
Sonhei em ser jornalista,advogada,juíza,jogadora de vôley,aeromoça,enfim...uma infinidade de coisas e resumindo não sou o que sonhei ser mas gosto de ser o que sou!Sou turismológa,me formei em Turismo,trabalho em um hotel,e gosto da minha função.Turismo trabalha com os sonhos das pessoas,e quem trabalha nessa área precisa fazer de tudo para que tudo seja perfeito para o turista.
Em breve pretendo fazer um curso de Guia Internacional,eu não sei como é o mercado de turismo na Suécia,sei que o país é fascinante tem potencial para isso,já até mandei alguns e-mails para hóteis de lá e para minha surpresa alguns até que responderam e mais,me sugeriram que entrasse em contato quando eu já estiver morando lá,que no verão eles sempre precisam de funcionários temporários e isso para um imigrante já é bom de mais,claro que melhor seria se o contrato não fosse apenas para o verão,mas quem sabe?Sei que será preciso começar de baixo, mas tenho essa disposição,já fiz isso tantas vezes no Brasil,e posso fazer em qualquer lugar do mundo.
Será o mesmo caso do quê eu queria ser quando crescer,passarei por fases até me amadurecer e ser o que gosto de ser,talvez não será o que sonhei,ou o que eu queria,mas será bom mesmo assim.Lembro-me de que nunca pensei em fazer faculdade de Turismo,mas foi a bolsa que eu ganhei (fiz a prova do ENEM,e ganhei uma bolsa integral pelo PROUNI),e ameiiiii,me apaixonei pelo curso!
Enfim me adapto as situações e faço de tudo o possível para me satisfazer pessoalmente e profissionalmente.

Kramar

Nenhum comentário:

Postar um comentário