quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Um pouco sobre os meus medos

    Eu fiquei de escrever um post a respeito dos meus receios com relação a mudança de país.Então aqui estou eu cumprindo minha palavra:
    Nunca morei sozinha,nunca visitei outro país,o mais longe que cheguei foi no Paraná.Sempre tive vontade de sair por aí e agora as oportunidades começaram  a surgir.
     Tenho uma vida simples,minhas origens são simples e na minha simplicidade estou conseguindo muitos dos meus objetivos.
      Sempre gostei de estudar.Valorizei cada minuto que tive dentro de uma sala de aula e como recompensa ganhei uma bolsa de estudos que me garantiu um curso superior em uma boa universidade aqui em Belo Horizonte.Agora sou formada em Turismo e pretendo dar continuidade ao meus estudos.Eu tinha receio de não consegui entrar para uma universidade mas eu consegui!
     Tinha receio de me apaixonar novamente,mas me apaixonei e não me arrependo;mesmo que o meu amor esteja lá do outro lado do mundo,é maravilhoso saber que alguém tão especial se preocupa comigo.Não tinha certeza se o relacionamento fosse vingar,mas vingou e já se passaram 1 ano desde que decidimos ficar juntos.Pessoas para criticar o nosso relacionamento é o que não falta,principalmente pelo fato de eu ser cristã e ele "meio ateu" mas superamos isso também através de muito diálogo,amor e desejo de permanecermos um do lado do outro.Senti medo de que com o tempo ele se cansasse disso tudo,quem quer se prender a uma cultura meio que conservadora quando em sua cultura tudo é mais livre e fácil?Ele não se cansou o que fez aumentar ainda mais  minha confiança e desejo de lutar para que tudo dê certo.O tempo de espera não está esfriando o nosso sentimento,muito pelo contrário,só fortaleceu  ainda mais o amor e a saudade nada mais é que uma injeção de ânimo para dar resistência a luta por um futuro juntos.
      Até o  momento,tenho vencido meus medos mas eles ainda não acabaram.Por enquanto estou aqui em meu país,onde sei como as coisas funcionam,onde tenho um bom emprego,amigos,família,uma igreja que eu amo...dizer adeus para tudo isso não é uma tarefa fácil principalmente quando estarei dizendo OI para o quase desconhecido.Por mais que eu busque informações,leia sobre a Suécia,ame o meu namorado,na prática sempre muda alguma coisa,quando se mora em 4 paredes tudo se torna ainda mais intenso e casamento para mim tem que ser para o resto da vida!
      Ainda tenho que pensar no que dizer para minha mãezinha.Ela não quer que eu deixe o Brasil por nada neste mundo,devido a isso eu nem converso muito com ela a respeito do próximo ano,pois se tudo der certo, se minha permissão de residência sair, e permitindo Deus ,claro,em Agosto me mudo para a Suécia.Poxa,isso é menos de 1 ano!Logo será Janeiro e lá vou eu conhecer meus sogros,cunhados e o cotidiano do Johan.3 semanas de Suécia não será o suficiente para saber de como será minha vida por lá mas dá para ter uma pequena noção e como alguns dizem estarei indo na pior época: INVERNO,quando a maioria se sente um pouco deprimido e as pessoas parecem mais retraídas nesta estação.
      Não quero ficar muito tempo longe do mercado de trabalho.Amo trabalhar e sei que não poderei inicialmente exercer minha função na área de turismo mas acredito que posso chegar lá.Sei que será necessário muita dedicação,coragem e contatos e estou disposta a conseguir tudo isso ainda que a longo prazo.
      Já sei que terei direito de estudar na Suécia e isso já me conforta bastante e para isso aproveitarei ao máximo cada minuto no SFI,quero falar bem o idioma,ir para uma universidade e se possível validar o meu curso de Turismo que fiz aqui.Será que estou sonhando de mais?Acho que não,acredito que todas as coisas são possíveis ao que crê e tendo Deus comigo então tenho todas as coisas.
    Será um pouco difícil ser tão dependente do Johan no começo,mas tenho sorte por ele ser uma pessoa que me incentiva bastante e vai estar do meu lado quando tudo parecer difícil de mais.Com o tempo as coisas vão se encaixando no devido lugar e acredito que isso depende muito do esforço próprio de cada um,o que tenho de sobra.
    Apesar dos suecos serem pessoas tímidas, farei o possível para fazer amizades com máximo deles que eu puder pois sei que se me trancar no meu mundinho as coisas não vão acontecer e a adaptação no novo país pode se tornar ainda mais dura.
    Existem mais medos mas vou deixar para o próximo post.

Abraços

2 comentários:

  1. Oi Josy!
    Acho importantíssimo tu pensares em tudo isso! Não como medos, mas pra teres os pés no chão, isso vai te ajudar a te preparar e vencer as barreiras que encontrarás por lá. Que valha a pena! :)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Mariel!

    No fim acho que tudo será aprendizado.

    Beijos

    ResponderExcluir