domingo, 4 de março de 2012

Como deixar minha família mais calma?

        Bom, não sei bem como colocar meus pensamentos em palavras neste momento, mas vou tentar.
        Por aqui o clima tá de despedida e eu odeio isso,minha mãe, minhas tias e primas insistem em me abraçar chorando, dizendo "não vai, é tão longe, quem vai cuidar de você lá" e isso não torna as coias mais fáceis pra mim.Eu tento deixar a galera calma, dizendo que estarei de volta em Dezembro, que vai passar rapidinho, mas tá difícil viu.Claro que fico feliz em saber que sou amada e que essas pessoas especiais se importam comigo,mas o quê preciso no momento é apoio, curtir esse último mês com alegria...
       Fico triste quando ouço " Por quê você tinha que crescer? Para casar e nos deixar aqui?Não vai embora minha pequena".Eu só queria que as pessoas ficassem felizes em saber que eu estou feliz!E que a vida é assim mesmo, um dia a gente cresce, cria asas e voa.
       Ainda bem que meu pai já é mais tranquilo e sabe lidar melhor com essa situação e fico feliz por ter puxado ele nesse sentido.Ele sempre dizia e ainda diz para minha mãe quando meus irmãos e eu tomamos uma decisão de que ela não esteja de acordo: " Nós não criamos nossos filhos para nós, mas para o mundo, sempre chega um dia em que eles farão seus próprios erros e acertos".
      Nesses quase 3 anos de namoro, não foi fácil ficar longe do Johan.É difícil manter uma relação a distância e nem eu nem ele quer passar mais anos e anos distantes um do outro.Chegou a nossa hora de ter a nossa própria família,o nosso cantinho e viver a nossa vida.Claro que sentirei saudades da minha família, dos amigos, da minha igreja, do meu País... mas morar lá do outro lado do mundo não significa que perderei o contato com esse povo que amo tanto aqui não!Sempre que puder estarei por aqui e sempre que der quero a presença deles na Suécia também.O que não dá é para abrir mão do homem que eu amo e que também me ama e respeita por causa que a minha família não quer que eu more longe deles.
     A nossa decisão de morar na Suécia ao invés do Brasil, não foi tomada as pressas,estudamos todas as possibilidades juntos e concluímos que primeiramente o melhor para nós é  morar na Suécia, pois o país está melhor preparado para receber um imigrante.Vou poder ir para escola aprender o idioma,tenho o desejo de fazer outra faculdade,encontrar um emprego com um salário bacana, ter tempo para o lazer ... E se ele fosse mudar para BH,  teria que aprender português na marra, entrar para uma Universidade Federal  nós brasileiros sabemos e muito bem que não é nada fácil... pagar uma particular significa trabalhar trabalhar e trabalhar durante o dia ,estudar a noite, fazer os trabalhos de madrugada e não vê o cheiro do seu salário no final do mês... O Johan vai começar um curso (assistência social)  na próxima semana, vai ganhar uma espécie de "salário estudante", vai ter tempo de se dedicar aos estudos, estagiar no verão e depois quer fazer faculdade de Jornalismo pois este é o sonho dele, e não é gabando, mas já gabando, ele tem o dom para escrever!Admiro muito o trabalho dele de cuidar de pessoas idosas ou crianças com algum tipo de deficiência corporal ou mental,é um trabalho duro, que exige muita paciência ,disposição e dedicação,mas ao mesmo tempo gratificante em saber que você está ajudando alguém que precisa.O salário nessa área por lá é muito bom, mas aqui?????
    Outra coisa que pesou muito na nossa escolha foi a questão da segurança.Claro que em todo lugar acontece casos de violência, mas aqui na região que moro é algo tão comum,todos os dias tem uma história nova.É um saco ter que andar correndo nas ruas à noite, deixar de ir em um certo lugar pois a malandragem tomou conta, entre outras coisas...
    É difícil entender como um país que tem a 7ª maior economia do mundo pode ter tanta desigualdade social. É claro que as vezes eu queria ficar aqui e ajudar a mudar o Brasil, mas sabemos que o nosso sistema político é uma vergonha, e a pergunta que não cala é como mudar essa situação?E não adianta falar que é só votar consciente, pois vai saber como de fato funciona a pilantragem dessa corrupção na nossa política...
    É isso aí minha gente, vou parar por aqui pois o post começou de um jeito e estava querendo terminar de outro.Mas antes de terminar , gostaria de pedir o conselho de vocês que também tiveram que deixar a família, para ir viver com seu amor, ou correr atrás de um sonho...O quê vocês fizeram pra deixar o povo mais calmo?

Grande abraço para quem passar por aqui!

24 comentários:

  1. Josy querida, eu acho que não tem uma forma de deixar o povo mais calmo ... Porque eles querem ficar perto de voce... Esse momento de despedida é muito triste mesmo ... Mas eles tem que entender que é para o seu bem, que voce está indo atras da SUA felicidade!!
    Comecar uma nova etapa da nossas vidas não é nada facil, seguir em frente, deixar familia e amigos pra tras dói demais, mas nem tudo é perfeito, não é?!

    Boa sorte na despdia aí! ;)
    No final tudo da certo, voce vai ver!! ;)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Tråkigt med alla avsked. Jag förstår att det måste vara jobbigt att lämna alla. Men jag ser fram emot att träffa dig här i Sverige. Jag hörde att det blir bröllop i Sverige istället. Det ska bli så roligt! :) Ha det bra Josy. Kram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Det blir svårt att säga adjö till min familj, men jag är glad att veta att snart ska jag vara med min älskling! Vi ska gifta oss i Sverige (kanske senare i Brasilien) och jag räknar med din närvaro! Vet du någon webbplats bröllopsklänningar i Hudiksvall?

      Excluir
  3. Josy, eu nao passei por isso pq vim pra ca so para uma festa de casamento entao pra gente nunca teve essa despedida eu vim so pra passear, mas minha familia sempre foi diferente, sei la.

    Acho que quando voce chegar na Suecia e eles verem que voce esta bem e feliz isso ira tranquiliza-los. E diz pra eles que dezembro ta logo ai. :)

    Curte teus ultimos momentos... Quando voce vem mesmo?

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Liza!

      Estou chegando dia 07 de Abril, tive que adiantar todos os meus planos...
      Eu realmente espero que eles fiquem mais calmos depois!

      Beijos

      Excluir
  4. eu por experiencia propria dıgo que nada vai acalmar ate o dia em que vc chegar la, telefonar e dizer... Cheguei! :)
    Ai sim... dia apos dia, as coisas vao se acalmando e tudo ficara bem! Lagrimas vao rolar...a saudade eh triste, mas ainda bem que vc tem a cabeça no lugar e vai conseguir ajudar a sua familia mesmo atraves da distancia... Eu tento fazer isso, mas as vezes a mantegona aqui soh chora diante da camera :S

    Vai dar tudo certo, o ımpacto da despedida eh dolorido pra todos, mas com certeza... por dentro, todos estao muuuuuito felizes pela sua felicidade!

    Beıjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Kátia,

      Eu estou aqui tentando ser mais forte que eles, mas chegar e partir faz parte da vida.
      Eu ainda não chorei, estou deixando pra quando chegar a hora de verdade...

      Beijos

      Excluir
  5. Jo minha linda acabei de me atualizar sobre sua vidinha que anda bem agitada :) e fiquei muito feliz porque Deus é realmente fiel e tem cuidado de você... quero te dizer que tenha paciência com sua familia, nao é fácil pra eles, essa é sua escolha noa deles e olha passei por isso com a minha familia a 1 ano e meio e repetimos tudo de novo em cada viagem de férias, e isso amiga é amor e cuidado e n tem preco... explique com muita calma que vc vai ficar bem, que tá indo por escolha sua, viver com o homem que ama e que sabe que se algo n funcionar pode voltar por colo deles... sei que nesse momento vc quer forca e apoio + n espere isso sem choro, sem dor e sem insistentes pedidos de n vá minha filha, um dia vc vai ser mae e vai poder entender o coracao de uma... estou na torcida por vc e espero mesmo que vc siga com o blog pra gente saber como vc tá e poder e seguir trocando experiências... meu proximo post sai dia 10 se conseguir dá uma passadinha por lá :) e me deixa um coments e me dá uma estrelinha :) preciso fazer trafego os 10 mais ganham passagens pra viajar e escrever sobre a Colombia, sao 30 blogueiros escrevendo em varios idiomas e por enquanto tô em primeiro :) bjos e muita muita sorte, Deus já foi na frente preparando tudo tenha certeza !!!

    ResponderExcluir
  6. http://www.colombia.travel/po/official-bloggers/entry/mikaelly-pessoa-de-castro-almeida/parque-nacional-do-cafe

    ResponderExcluir
  7. Josy,

    Sei como é, apesar de não ter passado por isso. A minha luta foi interna mesmo: viajar e seguir meus planos, mesmo deixando meu pai doente, ou ficar?

    Cada um tem sua maneira de sentir a despedida, e quanto mais unida a família, mais difícil será! Mas acredite, eles irão se acostumar com ideia assim que virem que vc está feliz, mesmo estando longe. Sei que esse tipo de comportamento torna as coisas mais difíceis pra você. Mas tenta relaxar, tente não se estressar :)

    Beijos e Boa Sorte!

    ResponderExcluir
  8. josy tb passei por isso e te digo q os dias q antecederam a minha viagem foram alegres e ao mesmo tempo angustiante. mais depois tudo vai se ancaixando e tanto vc como sua familia irao se habituando. Vc deve mostrar para sua familia q vc ir morar em outro pais nao significa o fim do mundo, q existe muitos pais por esse mundo q estao sofrendo pq perderam seus filhos, pq seus filhos estao c uma doença incuravel, e q o caso deles è bem diferente, e que deveriam se sentirem felizes, pq vc sò esta indo ser feliz. eu n tive esse problema c a minha familia, logico q eles sentiram a minha partida e eu percebia q minha mae no fundo achava melhor q eu estivesse là, mais ela nunca falou, apenas me perguntou se eu tinha certeza do que estava fazendo? e do resto todos ficaram muito felizes por me ver feliz. e è isso querida seja muito feliz....bjsss

    ResponderExcluir
  9. Oi Josy :-)

    Não existe "receita", e posso te dizer porque já moro fora a muito tempo e minha mãe ainda me trata como se tivesse 15 anos....olha que já dei dois netos para ela...rs mas uma coisa é certa, eu que também sou mãe entendo o cuidado e medo do desconhecido que a sua mãe tem dentro de si, é normal..toda mãe que ama muito o filho tem esse instinto de proteção que às vezes sufoca um pouco o filho e também a nossa sociedade brasileira é ainda muito protetora diferente do europeu que os filhos ganham liberdade muito mais cedo e tudo é visto de forma tranquila... tenha paciência com sua mãe, família e amigos mas seja firme, telefone sempre para ela e conte como você está feliz, isso irá acalmá-la.

    Chegou sua hora de bater asas e de ter sua vida e viver sua própria experiência que com certeza será muito feliz na Suécia!

    Aproveite seus dias aí no Brasil com muita alegria não com despedidas porque você sempre irá voltar e quem for teu amigo de verdade sempre saberá onde te encontrar.

    Beijos e tudo de bom :-)))))

    ResponderExcluir
  10. Josy, isso requer tempo, querida...Tempo, entende?
    Eu lembro que meus amigos choraram tanto, anos, muitos anos atrás, qdo mudei a primeira vez para a Suécia. O que vai te ajudar muito a digerir as mudanças é o tipo de relação que vc tenha com seu companheiro.bjs e dias felizes

    ResponderExcluir
  11. Oie bonita,


    Foi difícil pra todos nós mas eles sabiam que aqui eu tinha mais chances de crescer e tb toda essa realidade que vc comentou.Ajudou demais quando eu não permiti que meus pais me tratassem mais como criança e comecei a tomar as rédeas nas pequenas coisas dentro de casa.

    Meu pai nunca foi muito parte da história mas minha mãe foi e me apoiou.Vou orar por vc!

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Josy, Eu sempre fui muito independênte. Deixei a casa dos meus pais aos 21 pra ser au pair na Dinamarca e minha mãe encarou com muita naturalidade, já que desde os 14 tinha meu própio emprego, sempre tive as minhas resposabilidades, no fundo apesar da saudade meus pais sempre depositaram muita confianca em mim e sabiam que eu estava indo para o melhor e com a cabeca que tinha e educacão que ganhei eu não iria fazer besteira. saudade acontece, noites de choro, vontade de voltar, angustia tanto da parte deles como nossa, mas aí é vc tentar provar que vai se cuidar, que é madura, q teve bons educadores e eles assim irão conseguir entender que vc cresceu e que só está seguindo a sua felicidade! Tem que mostrar seguranca pra deixa-los seguros!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  13. Josy, sou nova por essas banda...
    Gostei muito do seu blog,
    Nunca passei por isso, mas acredito que não tem remédio não, quando chegar ligue, diga que está tudo bem, aos poucos a situação vai se ajeitando.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda Lilian!

      Volte sempre!

      Joseane

      Excluir
  14. Obrigada a todas vocês que passaram por aqui!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  15. Josy é assim mesmo viu, minha mãe que nem é muito carinhosa ficou um doce antes da minha viagem, com o tempo tudo vai se acalmar tenha certeza disso.Boa sorte pra vc estou aqui na torcida,bjkss

    ResponderExcluir
  16. oi Josy tudo bem? achei seu blog no google e preciso muito da sua ajuda. Primeiro que nao tenho com quem conversar sobre isso, pq ngm entenderia, segundo que o assunto do teu blog e o que passa contigo é exatamente o que acontece comigo.
    Me apaixonei por um sueco e estou disposta a largar completamente tudo aqui, inclusive a minha carreira que eu amo tanto, pra poder morar em Stockholm. Só que eu ainda estou muito confusa e muito perdida com tudo, nao paro de chorar e apenas queria conversar com alguem sobre isso...
    ainda nao li seu blog inteiro, mas vou ler linha por linha mas queria muito conversar com vc.
    meus contatos www.facebook.com/vanabj skype: vana_s2 msn: x_vana_x@hotmail.com ,
    se puder me ajudar lhe agradecerei mto

    bjs e milhoes de boa sorte pra vc

    ResponderExcluir
  17. Josy quando eu decidi vir pra Europa a principio era por somente 1 ano e mesmo assim minha mae ficou tao chateada que parou de falar comigo por meses, ela nao entendia o porque eu tinha que deixar a minha casa (nem eu, hoje eu sei). Com o tempo ela foi se acostumando, hoje em dia 3 anos depois, choramos no telefone pelo menos 1x por semana, conversamos todos os dias, mas tem dias que realmente nao da, caimos no chororo de saudades. Amo e sinto muita falta dos meus pais, razao pela qual quero voltar ao Brasil, para aproveitar a compania deles enquanto posso ter, quem sabe um dia eu ate volto para ca novamente, afinal a Europa vai estar sempre aqui, meus pais nao, e meu marido vai comigo onde eu estiver feliz.

    Ajudei nao ne?

    beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Ajudou sim!

      Sei que a saudade machuca, mas que bom que ela não mata né??
      Eu só falo pra minha mãe: "Vou vir ao Brasil sempre que puder".
      Mas confesso que estou curtindo tanto esse último mês aqui, que vai ser até difícil largar tudo! rsrs

      Abraços

      Excluir
  18. Oi sou casada também com um sueco e vi que a sua historia é mais ou menos parecida com a minha quando se trata de família, não se tem como escapar de choro das "palavras não vai", "é longe". Mais no fundo sabemos que só querem nosso bem. Meus pais ficaram muito triste em saber que tinha tomado a decisão de ir morar na suécia com meu esposo, mais as escolha são dois filho.Mais com cautela e amor tudo da certo. Parabéns pelo seu blog e sucesso!

    Abraço! Thais

    ResponderExcluir